sexta-feira, 30 de novembro de 2018

magia matinal

30/11/2018 Cais Capelo Ivens - Marginal Ribeirinha de Vila Nova de Gaia

Sempre esperei ver-me à mercê da mudez,
não do encarceramento das palavras,
mas do emudecimento perante a beleza do momento.
Quero retribuir-me e não consigo,
de me ver assim,
intrincada num redemoinho de profundas emoções.
Hoje, deponho as palavras mais bonitas,
as que tenho guardado debaixo da pele,
nas asas de um Sonho meu.
Sonho que assim é,
e que assim deve permanecer, intacto,
imaculado no tempo e no espaço para nunca morrer,
enquanto memória minha
houver.



7 comentários:

  1. Caramba, mulher! Que palavras mágicas tens. Ainda bem que as soltaste do cárcere, da pele.

    Beijo em Tu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És sempre muito generosa:)
      Obrigada querida.
      Beijinho de volta.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. :), em boa verdade, é sim.
      Obrigado Eufrázio, pela sua constante presença neste espaço em estado quase comatoso.
      Ficam os votos de uma boas festas.

      Eliminar
  3. Boas festas?
    O meu "serra da estrela"
    não se queixa todo o ano

    ResponderEliminar
  4. Passando a fim de desejar boas saídas do Ano velho (2018) e uma entrada em 2019 com muita saúde, paz, amor, erotismo, e boas publicações

    Próspero Ano Novo de 2019.

    ResponderEliminar