sábado, 18 de fevereiro de 2012

Era uma vez...
















Titulo: Chair and desk with typewriter in forest at night
Fotógrafo: Geir Pettersen
Colecção: Photonica

Existem histórias de amor
escritas no sorriso das estrelas,
as ditas estórias contadas
no silêncio da noite
ao leito do travesseiro das crianças.

Era uma vez
um Menino Pastor
que se armou em gavião,
e beliscou a Menina Flor.

Ela em nada se ensaiou,
e assentou-lhe um bofetão.
O rapaz andou de lado,
tonto, caiu desamparado
e foi de cabeça ao chão.

Enquanto isso, ela ria,
gargalhava e divertia-se
com toda aquela situação.

Levantou-se irritado,
arregaçou as mangas
não mediu o fado
e lançou mãos ao trabalho.
E lá foi ela carregada
ao ombro do “Burro de Carga”
que nem um fardo de palha.
Pontapeava, esbracejava e gritava.
Ele só dizia: Não te adianta de nada,
minha cara, não tenho medo
do mau feitio da tua saia.

Ela, pelo caminho
viu coelhos de patas para o ar
a pastar à margem do rio,
viu veados roedores,
viu flores e borboletas
de vários feitios, tamanhos e cores.
(Alguém já viu coelhos a pastar? Não? Mas ela já!)
E, mesmo virada do avesso
estava encantada com a magia
que brotava daquela terra desconhecida,
por quem se apaixonara,
e que tanto gostava que fosse sua.

Que linda que é a tua aldeia diz-lhe ela.
- Fica então, aqui comigo, vá.
- Hoje não posso, tenho a casa cheia...
- E amanhã?
- Amanhã não sei, mas hoje tenho de ir...

O hoje já foi ontem
e o amanhã ainda não chegou,
mas o vento de vez em quando é generoso
e devolve-lhes o cheiro
da terra molhada e um ramo de oliveira
entrelaçado num beijo esperado
na ombreira da namoradeira,
numa noite de céu estrelado.

E como diz a minha mais nova
Vitória, Vitória, acabou-se a história,
de um Amor sem fim, de um Amor sem fundo.

video

"I See the Light" - Tangled

Sem comentários:

Enviar um comentário