quinta-feira, 17 de março de 2011

Ella

























Ella, no papel faz a fita
d’um figorino de vida,
Alma que o palco agita
quando ri, chora e grita

Ella cai e se levanta,
salta, pula e canta,
encanta e se desencanta,
e nunca perde a esperança

Ella corre e percorre
rumo ao fio de (a)prumo
reencontra o seu Norte
num trilho longo e profundo

Ella dança e se esqueçe
na asa da pena que tece
O pano cai, a cortina desce,
o vermelho a preenche,
e, Ella adormece

Sandra Louçano
video

"Je Suis Moi" - SHY'M

Sem comentários:

Enviar um comentário