sábado, 15 de janeiro de 2011

Derradeiro Gemido






























Na penumbra do castelo  
a luz tremula da vela
descobre uma cama
de lençois brancos
salpicados a pétalas
de rosa amarela

O leito desfeito
desvenda segredos,
pecados e devaneios
da imaculada pureza
que deitada delira
em febres de desejo
A túnica ferida
já não esconde a preceito
o corpo contorcido
na ânsia daquele Beijo

Molhado
de lábios colados
em bocas selvagens
que soltam
suspiros ensandecidos
e incontrolados

E todo o corpo
é movimento
em torno,
em volta
no centro daqueles lábios
que a febre toma,
engrossa,
e vai cedendo a pouco e pouco
nos dedos que percorrem,
tocam e voltam sem cessar

Àquela boca
que mordisca e invade
o beijo suave
e amortece o grito
do Derradeiro Gemido

Sandra Louçano

video

"Principles of Lust" -  Enigma

Sem comentários:

Enviar um comentário